A época Certa.

Labirinto

Uma das formas mais fáceis de chegar ao fracasso é a pressa. Pular etapas e mudar de planos antes mesmo que eles possam indicar que algo dará certo ou errado.

Ficar pra lá e pra cá, pra que?

Até pra desistir existe a época certa.

 Portanto, irmãos, sejam pacientes até a vinda do Senhor. Vejam como o agricultor aguarda que a terra produza a preciosa colheita e como espera com paciência até virem as chuvas do outono e da primavera.

Tiago 5:7

Deus sempre faz comparações de nossa vida espiritual com a agricultura. E de fato essa é uma comparação muito boa. Nossa vida é toda ela igual à agricultura.

Preparamos a terra, analisamos o que plantaremos, escolhemos as melhores sementes, semeamos, irrigamos, cuidamos dos brotos, esperamos crescer e, no final de tudo, colhemos os frutos de nosso trabalho.

Igualzinho! Nossa vida espiritual é a agricultura.

Preparamos a terra quando cuidamos de nossa vida. Quando estamos em ligação direta com o Eterno. Ficamos prontos.

Mas, não podemos ser tudo, e nem temos condições de recebermos todas as sementes do planeta. Devemos saber qual será a melhor planta para nossa lavoura. Que tipo de árvore cresce melhor em você. Saiba que você é um tipo de terreno que deve ser cultivado com a semente certa.

Sabendo qual é o seu chamado, escolha a melhor semente dele. Com boas sementes, teoricamente, surgiram boas árvores. Pra isso, conheça o seu ministério e saiba como extrair o melhor dele.

Semeie. Não deixe de semear. Não seja como Jonas, que não quis lançar a semente que Deus havia ordenado. Vá e semeie.

Com a semente plantada, não deixe de dar água. Nunca se esqueça de nutrir a semente que você plantou. Estude, se capacite, faça com que esse ministério tenha suas necessidades básicas supridas. Pra ele nascer forte, é preciso que a água e a terra sejam boas. A base é fundamental.

Os primeiros brotos de sua plantação são bonitos, mas, ainda são fracos. Tome cuidado eles morrem facilmente

O simples fato de você estar vendo o resultado de sua semeadura não significa que já seja a colheita. Os brotos são frágeis e merecem atenção redobrada. É nessa hora que pode ser perder toda a sua plantação.

Acompanhe o crescimento de seu ministério de perto. Não deixe que outra pessoa assuma o lugar de observador e, nem pense que só porque sua plantação está fortalecida, ela é indestrutível. Vigie seu ministério para que o crescimento dele seja o mais perfeito possível.

Depois de tudo isso, colha os frutos na época certa. Nem muito antes e nem muito tarde. Existe um tempo necessário para que os frutos de seu ministério sejam bonitos e maduros. Só bonito é sem gosto, e só maduro não é atraente. Ele deve ser bem feito!

Algumas sementes vão morrer, alguns brotos vão secar, pequenas árvores não vão vingar, mas, se fizer tudo conforme a vontade de Cristo, com certeza sua colheita será avassaladora.

O lavrador que trabalha arduamente deve ser o primeiro a participar dos frutos da colheita.

2 Timóteo 2:6

Você será o primeiro a desfrutar de sua colheita!

Minha oração é para que você cultive o melhor de Deus pra sua vida.

Por Cyssu…

Anúncios

Hora de parar.

Labirinto

 

A Palavra de Deus sempre é bem clara quando trata da vida cristã como uma caminhada. Essa é uma caminhada longa e cheia de obstáculos que podem acabar com o nosso caminhar, caso não se saiba bem o que fazer.
O próprio ato de se salvar é dado como uma caminhada longa. Quando Cristo nos diz para ir e pregar o evangelho, Ele afirma que devemos estar em movimento constante em direção a salvação de nossa alma. E, nessa movimentação, levar as Boas Novas para todos que queiram escutar.

Então, não podemos parar?

As vezes, devemos.

 

A sabedoria do homem prudente é discernir o seu caminho, mas a insensatez dos tolos é enganosa. Provérbios 14:8

 

Uma parada para reflexão é um ato de sabedoria, afinal, a vida nos apresenta algumas encruzilhadas onde nós vamos depender de nossas experiências para podermos encontrar a melhor saída, o melhor caminho para chegarmos em nosso objetivo principal de nossa existência. A busca de nossa salvação é uma caminhada consciente onde vamos para o lugar certo, decididos voluntariamente.

Essa pausa para meditação é fundamental para que nossas escolhas não nos façam ter que voltar e buscar a estrada que, em outra ocasião, deixamos para trás.

Essa pausa é prudente.

Sabemos que só há um caminho, e esse Caminho é a Verdade. A partir deste caminho sabemos que iremos para o lugar certo. Mas, cabe a cada um de nós a escolha pelo Caminho.

 

Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é escudo para todos os que nele se refugiam.

Pois quem é Deus além do Senhor? E quem é Rocha senão o nosso Deus?

É Deus quem me reveste de força e torna perfeito o meu caminho.

2 Samuel 22:31-33

 

Temos que identificar a hora de parar, para assim, entendermos qual é a melhor opção que temos. E, principalmente, para entendermos se a melhor opção que encontramos é a opção correta.

A analise dos caminhos leva a retidão. Andar tendo a consciência de que é importante uma pausa para uma decisão acertada é pertinente inclusive, para que nossa caminhada seja a mais harmoniosa possível.

Embora a escolha sempre seja nossa, podemos sempre optar pelo melhor, que é estar ao lado de Deus. Ao lado dEle nós estamos seguros, e podemos avançar sem temer.

Vale algumas dicas:

Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus.

Provérbios 4:14

 

Quando o meu espírito se desanima, és tu quem conhece o caminho que devo seguir. Na vereda por onde ando esconderam uma armadilha contra mim.

Salmos 142:3

 

No caminho da justiça está a vida; essa é a vereda que preserva da morte.

Provérbios 12:28

 

Mesmo quando anda pelo caminho, o tolo age sem o mínimo bom senso e mostra a todos que não passa de um tolo.

Eclesiastes 10:3

Minha oração é por sua boa decisão. Para que suas escolhas estejam em acordo com o plano de Deus e para que você saiba usar a liberdade concedida pelo Mestre.

Por Cyssu…

Ambrósio Bispo!!!

Ambrósio

Loucas são as histórias de alguns pais da igreja cristã. São histórias de fé, coragem e às vezes, de falta de opção mesmo.

Por volta do ano 373 d.C, o bispo de Milão faleceu, nesta época, a igreja e o império já andavam de braços dados. O povo se viu órfão. Carente de um novo bispo para fazer a homilia e, também para conduzir o povo.

O governador daquela cidade, Ambrósio, temeu pela estabilidade política de Milão, ele temeu que o povo, sem um líder espiritual, pudesse de alguma forma, se rebelar. Ambrósio, com uma oratória fantástica, ajuntou o povo em um templo e iniciou sua fala, com a propriedade que lhe era peculiar.

E, ele falou, falou… E, lá pelas tantas, alguém grita em alto e bom tom: Ambrósio Bispo!!!

Logo se fez o coro, e toda a população aclamava o governador como bispo de Milão.

Mas Ambrósio era pagão. E temia por sua carreira política. Ele fez de tudo para poder fazer as pessoas o esquecerem. Todas as tentativas foram frustradas. A cada intervenção de Ambrósio, mais o povo o aclamava bispo.

Não teve jeito. Ambrósio se viu obrigado a aceitar esse desafio. E entrou para historia como um dos gigantes da igreja.

É aquela velha máxima: Deus usa quem quer e na hora que quiser.

Muitas vezes, nosso passado, nosso pecado, nossos medos nos dizem que nunca poderemos ser usados por Deus. Nós nos recusamos a sermos usados.

E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres,com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado,até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo.
Efésios 4:11-13

Assim como Ambrósio, muitos de nós não estamos preparados para assumir nossa posição em relação às coisas de Deus. Pensamos que somos incapazes de assumir compromissos com o Eterno. Temos medo de sermos responsáveis por levar o evangelho de Cristo.

Não precisamos temer. Temos que nos capacitar.

A história de Ambrósio, claro, é bem mais detalhada do que estas poucas linhas que postei, e, se tiver curiosidade, observe que este homem se tornou grande, e a partir dele, o nome de Jesus Cristo foi proclamado com autoridade e respeito. Ambrósio teve a audácia de pregar o evangelho da forma que ele é, e teve a coragem de enfrentar a todos por esta causa.

O que nos falta para sermos novos Ambrósios?

O que ele tem que eu não tenho?

Um coisa é fato, se estamos munidos da Verdade, não temos motivos para temer nada.

Convido a você a fazer orações fervorosas para que Deus te levante como um valente, como os de Davi. Te convido a ser ousado e levar a palavra de Deus com autoridade. Chamo você para esse front, onde não se guerreia contra a carne nem contra o sangue. Te desafio a ser audacioso ao levar o evangelho.

Então Pedro, cheio do Espírito Santo, disse-lhes: “Autoridades e líderes do povo!

Visto que hoje somos chamados para prestar contas de um ato de bondade em favor de um aleijado, sendo interrogados acerca de como ele foi curado, saibam os senhores e todo o povo de Israel que por meio do nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos, este homem está aí curado diante dos senhores.

Este Jesus é ‘a pedra que vocês, construtores, rejeitaram, e que se tornou a pedra angular’.
Atos 4:8-11

Minha oração é pela coragem do povo de Deus. Para que o Espírito Santo habite e nossas vidas e nos dê unção de ousadia.

Por Cyssu…