Carta aberta aos cristocêntricos.

reforma

Nesta publicação, quero escrever uma carta aberta aos cristocêntricos. Um documento em favor de Cristo e de Seus preceitos.

No dia 31 de outubro de 1517, Lutero, inconformado com o que se pregava sobre salvação, estampou na porta da Igreja de Wittenberg, as 95 teses. Ele não se conformou com a venda da salvação.

Ele, Lutero, não foi o primeiro a argumentar por mudanças na forma eclesiástica praticada na idade média, a dita Idade das Trevas. Mas, sem dúvida, foi a partir desta atitude ousada que se deu o ponta pé inicial para que o pensamento cristão fosse mudado.

A partir desta data, um conflito de ideias aconteceu e, graças a esses movimentos, hoje, por exemplo, temos as Escrituras Sagradas escritas em nosso idioma. Esse passo de coragem resultou em mudanças radicais.

Tenho a opinião que, o principal lema da reforma são as 5 Solas: sola Scriptura, solo Christo, sola gratia, sola fides, soli Deo gloria (somente as escrituras, somente Cristo, somente a graça, somente a fé e somente glória a Deus). Esses princípios tornaram a interpretação da bíblia universal e, todos os que conhecem a Cristo podem ler e interpretar as escrituras. Esse rompimento foi agressivo com o que se praticava na época, afinal, neste tempo, somente o alto escalão da igreja tinha o direito de interpretar e indicar as formas de adoração ao Senhor. Aliás, nem o idioma em que a Palavra de Deus estava escrita era de acesso fácil aos leigos. O latim era a língua das Escrituras.

O estopim para que Lutero, cheio de coragem, questionasse a igreja da época foram as indulgências. Nelas, o Papa poderia redimir pecados dependendo do preço pago por cada indulgência. Esse valor poderia gerar um documento de perdão que poderiam variar de apenas 5 anos, ou, no caso de cifras mais imponentes, o perdão de toda uma vida de pecados.

Lutero (que, repito, não foi o primeiro a se incomodar com essas práticas), inconformado com a prática, não suportou e movido por Deus, preferiu arriscar sua cabeça em nome de um Evangelho genuíno. E, graças a essa atitude, tempos liberdade na adoração ao Mestre.

Quase 500 anos se passaram e muita coisa mudou, hoje, somente no Brasil, somos cerca de 40% de protestantes que se reúnem nas mais diferentes correntes doutrinarias. Somos batistas, presbiterianos, luteranos, assembleianos, metodistas, congregacionais… Somos milhares de cidadãos que de alguma forma, fomos agraciados pela coragem de um homem que decidiu romper com uma ideologia que era totalmente contrária a ensinada por Jesus, o Cristo. Foram 500 anos de muitas lutas e de uma afirmação reconhecida mundialmente.

Mas, o que vemos hoje? Podemos afirmar que as 5 solas são o nosso lema? Você enche seu peito e fala que importante é a salvação? Qual o objetivo de sua ida a uma instituição cristã?

Irmãos, penso que nós precisamos continuar a reforma, precisamos buscar a Deus com mais fervor. Precisamos de avivamento, urgente!

Vejo algumas denominações que traem ao Senhor com ideias mirabolantes para recebimento de milagres. Ideias que fogem completamente do contexto bíblico. Milagres, riquezas e na da mais.

Vejo instituições rasgando os ensinamentos de Jesus.

Vejo multidões desorientadas buscando bênçãos humanas.

Vejo pessoas sendo abençoadas por gente e idolatrando homens ao invés de Deus.

Vejo denominações que não ensinam a Palavra de Deus em seus púlpitos.

Vejo também muito crente que não sabe manusear corretamente a Palavra de Deus. Gente que nem sabe onde está o livre o Habacuque, a carta para Tito ou para Filemom.

Vejo pessoas em busca de milagres e, somente por milagres.

E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
Mateus 24:11-12

Nesses quase cinco séculos de história, o Evangelho puro e simples se perdeu, a mensagem da salvação deu lugar a mensagem de milagreiros e conferencista do capital.

Vemos algumas denominações onde não se fala de salvação, onde a benção tem mais valor que o Abençoador. Vemos pessoas formando multidões para conseguir alguns trocados em nome do Senhor, vemos gente se amontoando em templos que oferecem um deus farmacêutico, um deus agiota, um deus qualquer, mas não o Deus da salvação.

Amados, precisamos voltar e repensar nosso Evangelho, precisamos caminhar nos trilhos da reforma.

Não estou dizendo que devemos abolir os milagres, nem digo que não devemos procurar por eles. Não escrevo contra a forma honesta de conseguir riquezas. De forma nenhuma, escrevo para que esse seja o segundo plano, escrevo a favor de Cristo, para que Ele seja o motivo principal de nossa adoração. Viver com Jeová deve ser o nosso principal objetivo.

Claro que a maior parte dos templos não sucumbiram ao paganismo que outrora foi identificado pelos antigos reformadores, numa busca rápida pode-se notar pregadores que lutam com anseio para ver a mensagem da cruz sendo mais valiosa que a mensagem da cura.

Escutei, certa vez, meu pastor dizer que o maior milagre é a salvação de almas. Concordo plenamente.

O Evangelho da salvação deve voltar ao tema em nossas reuniões. O tema do arrebatamento não pode sumir de nossos púlpitos. O comércio de bênçãos precisa ser mudado pela pregação do amor de Deus.

Quando lemos em no evangelho do apóstolo João que Deus nos amou tanto que enviou o Cristo como cordeiro sem manchas para que tenhamos vida, vemos o Eterno tem preocupação com nosso pós vir. Vida em abundância, vida eterna ao lado dEle. Deus, precisa ser o tema de nossa vida, o Altíssimo precisa voltar a estar entronizado em nossos corações.

Vamos parar de louvar com temas humanos, vamos parar de entronizar as vitórias, vamos mudar a adoração e adorar simplesmente ao Senhor, o eterno Deus, o único que é digno de ser adorado.

Precisamos voltar ao Evangelho de Cristo. Sejamos cristocêntricos!

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.
Salmos 139:23-24

Minha oração é para que nós continuemos a reforma, para que haja reavivamento em nossos cultos e que o Senhor seja nossa meta.

Por Cyssu…

Anúncios

Coragem e seja homem… Ou mulher!

Policarpo

Li uma vez que o medo é ruim porque ele te paralisa.

Quando vem o medo, as ações são impedidas. As fobias maltratam.

Eu, por exemplo, tenho medo de altura. Caramba, poucas coisas são piores que um parapeito de um prédio bem alto. Olhar lá para baixo e para a face da morte, para mim, é a mesma coisa.

Outra situação quase constrangedora que acontece comigo por conta de meu medo de altura é quando estou em um avião e ele vai pousar. Não ligo quando ele decola, não ligo se ele sacode no céu, mas quando ele vai pousar, ai ai ai… Ninguém tira da minha cabeça que ele está controladamente caindo.

Eu disfarço e tento não olhar para baixo, ou pro lado. Tento esconder o meu medo mas, acho que não engano ninguém. Minhas mãos começam a suar, minha garganta seca e quando o avião enfim desce o alivio é nítido em minha cara.

Pois é, tenho muito medo de altura. Mas, acho que não chega a ser uma fobia. Esse medo não me impede de fazer nada. Continuo a viver normalmente, com algumas ressalvas que me limitam mas, que não me impedem de fazer nada. Na real, pra que desafiar a altura? Qual a necessidade de enfrentar algo que eu sei que é verdadeiramente perigoso?

Acho que ter medo de altura é diferente de ter medo de barata, por exemplo. Não estou desmerecendo o seu medo (se for o caso) mas, o medo de barata acaba com uma vassoura, o de altura… Só se eu fosse uma bruxa.

Então, não dá pra enfrentar o medo de altura, o melhor mesmo é passar o mais longe possível dela.

E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo.
Mateus 14:26

Alguns medos não fazem sentido. As vezes, temos medo até do que conhecemos. O medo muda nossa visão, e fazem nossa imaginação ser mais poderosa do que a vida real. O medo trás confusão, e pode fazer algo bom se transformar em monstros. Alguns medos, devem ser enfrentados.

Antigamente, por volta de 156 d.C, existiu um homem que se chamava Policarpo. Ele era bispo de Esmirna e segundo relatos históricos, ele conheceu pessoalmente o apóstolo João.

Policarpo viveu no tempo em que Marco Aurélio iniciou uma perseguição quase implacável à igreja do Senhor. Policarpo sendo uma grande referencia cristã dessa época, foi caçado incansavelmente pelo Império Romano. Muitas vezes ele se escondeu, outras tantas ele fugiu, até que certo dia, decidiu parar de se esconder e deixou-se prender.

Conta a história que ele estava em uma casa e que antes de ser preso, Policarpo, já um senhor de mais de 80 anos, pediu aos guardas para poder orar por uma hora. Pois ele orou por 2 horas sem ser impedido. A intimidade deste homem com Deus era tanta, que ninguém conseguiu interferir na oração dele.

Já preso e a caminho para seu fim, os soldados que o conduziam perceberam que Policarpo era um homem bom e, por isso, insistiram para que ele negasse ao Senhor e salvasse sua própria vida, instruíram para que ele dissesse: Abaixo aos ateístas (por incrível que parece, os cristãos eram considerados ateus).

Claro que Policarpo se recusou. Conta a história que ele fez exatamente o contrário daquilo que havia sido orientado. Na arena, de frente para a morte, Policarpo olhou em direção a multidão que o cercava esperando ele negar Jesus, estendeu as mãos em direção aos acusadores e disse: Abaixo os ateístas.

A multidão ficou em choque com tamanha ousadia.

Uma última tentava foi feita. O governador pediu para que ele amaldiçoasse a Cristo, pediu para que ele negasse ao Senhor, foi então que ele respondeu:

– Por 86 anos servi a Cristo, e ele nunca me fez qualquer mal. Como poderia blasfemar contra meu Rei, que me salvou?

Foi a gota d’água, imediatamente pediram para que as feras viessem.

Contraditoriamente ao que sugeria a situação, a alegria de Policarpo ficou estampada no rosto. Ele ficou feliz em saber que iria para um lugar muito melhor.

Percebendo que esta ameaça não havia sortido o efeito desejado (pois, devido sua importância para a igreja da época, se Policarpo renuncia-se sua fé, muitos outros cristãos também o fariam) sabendo que ele não se amedrontou sobre a ameaça das feras, disseram-lhe que ele seria queimado vivo.

Sem medo do destino que estava a frente, foi então que o bispo de Esmirna se despiu e deixou-se ser levado, pacificamente, para o martírio.

Conta os relatos que, neste momento, os cristãos que estavam neste local (todos os cristãos e somente os cristãos) escutaram a seguinte frase vinda do céu:

– Coragem e, seja homem!

Policarpo seguiu para o martírio sem pensar duas vezes e, como resposta a seus acusadores disse:

– Ameaçais-me com o fogo que arde por um momento e depressa se apaga, mas nada sabeis da pena futura, e do fogo eterno reservado aos ímpios.

Veio o fogo e não o matou, Policarpo simplesmente não se queimava. Muito tempo se passou até que foi mandado que o bispo de Esmirna fosse morto pela espada. E, foi assim que morreu este homem de Deus.

Amarrado, ameaçado, jogado na fogueira e por fim, atravessado pela espada.

E de todos sereis odiados por causa do meu nome.
Lucas 21:17

Olhando a coragem desse e de outros mártires da história da igreja de Jesus Cristo, vejo o quando eu sou covarde.

Não fomos enganados em nenhum momento desta vida. Jesus nos garantiu que seríamos odiados por este mundo. Disse que sofreríamos e seríamos perseguidos. Ninguém disse que seria fácil.

Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.
Mateus 5:10-12

Coragem e seja homem…Ou mulher!

Não andem para trás, sejamos fieis até a morte e vamos continuar vivendo como nosso Deus nos pediu. Vamos continuar nos caminhos de nosso Senhor Jesus Cristo.

A Ele a honra, a glória e a exaltação!

Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.
Mateus 5:44-48

Se sente perseguido. Você é um bem-aventurado!

Está com medo. Ore!

Minha oração é para que você tenha coragem, força e vigor para continuar a caminhada até Jerusalém celestial!

 

Por Cyssu…