Outros idiomas.

bandeiras

É muito legal quando a gente aprende outros idiomas. Muito bom poder escutar entender alguém falando com você eu uma língua que não é a sua.

É um crescimento intelectual. Aprendizado!

Desde a metade do ano passado, tenho tido aulas de grego no seminário em que estudo. Confesso. É um idioma bem difícil.

São muitas regras e muitas mudanças em palavras, e muitas dessas mudanças alteram diretamente o significado da frase. O contexto é absolutamente alterado dependendo da declinação.

Muda-se dependendo do que se quer dizer, tanto os verbos quanto os substantivos. A Frase possui uma forma única que expressa exatamente a intenção de quem escreve. Claro, esta dificuldade também é um grande ponto positivo desta língua. É que com esse sistema exato de narrativa, as intenções de cada oração são bem definidas, sabe-se exatamente o que pensava o escritor ou o narrador de determinada sentença.

Então, a atenção em cada letra da frase em estudo deve ser máxima. Qualquer letra pode modificar o contexto.

Aprender um novo idioma mostra o quanto somos limitados em nossa compreensão. Mostra o quando nosso sistema lingüístico é distante de realidades humanas que, teoricamente, são os mesmos que nós.

Se estudarmos humanos, diremos que a comunicação é parte fundamental da convivência. Mas, não nos comunicamos entre nós. As mudanças em nossas falas chegam ao nível extremo de observarmos gregos e alemães não tendo a mínima condição de comunicação necessária para se estabelecer um diálogo simples.

Quero água! Me ajude! Por favor! Termos simples que possivelmente, você não entenderia em boa parte deste mundo de seres humanos.

Chineses, russos, ingleses, árabes, judeus. Todos falam, mas, não se entendem.

Ouve a minha oração, ó Senhor Deus dos Exércitos; escuta-me, ó Deus de Jacó. Salmos 84:8

Por anos oro ao Senhor, dificilmente peço algo ao Pai. Geralmente, é só agradecimento. Mesmo pelos problemas, geralmente tenho só agradecimentos.  Mas, por vezes, os problemas são grandes demais para eu suportar, é então que eu clamo por um milagre. Mas, ao que parece, ou Deus não me ouve ou eu não entendo o que Ele diz.

Claro que a segunda opção é a mais lógica. Por isso, cheguei a conclusão óbvia de que outro idioma que tenho tentado aprender, é o idioma de Deus.

Que Ele fala, eu não tenho dúvidas. Mas, por que eu não entendo? Por que eu não falo o idioma do Altíssimo.

É certo que Ele me ouve. É evidente que o Pai me escuta. Claro que eu não entendo a língua o Eterno. E, esta deficiência é o que me faz ser surdo. Sim, sou surdo para a linguagem de Deus. Não consigo escutar o Senhor Deus falando.

Lendo a Palavra de Deus, nota-se que o Eterno ouve e responde a seus filhos, Ele responde de forma eficaz. Abraão, Moisés, Elias e Isaías. Pedro, Paulo e João. O próprio Cristo. Todos oraram e Deus os respondeu de forma única.

Cristo disse que poderíamos, por isso eu faço. Deus fez muitos milagres estupendos, por isso, sei que pode fazer de novo se essa for Sua vontade. Cristo disse que eu poderia pedir, por isso confio e peço.

Mas, de fato eu sou surdo e, Deus não é mudo.

 

Minha oração é para que nós possamos aprender o idioma de Deus.

Por Cyssu…

Anúncios

Alô, quem ta falando?

Antigamente (e antigamente que eu digo são pelo menos há 20 anos), quando o telefone tocava, você só saberia quem estava do outro lado da linha após uma pergunta universal: Alô, quem ta falando?

Um telefonema numa época em que e-mail nem existia, era ótimo. Ficávamos esperando certa pessoa ligar e por inúmeras vezes, a ansiedade quase corroía a gente. Quer dizer, nem sempre…rs! Poderia ser cobrador, trote, enfim, qualquer um poderia estar do outro lado da linha, e nesses casos, era necessário identificá-lo pela voz.

Sabendo que só sabemos quem diz, se tivermos o mínimo de identificação com a pessoa, da mesma forma, devemos identificar a voz de Deus. Sabemos quem fala do  outro lado da linha se tivermos intimidade

Então o Senhor chamou Samuel. Samuel respondeu: “Estou aqui”.
E correu até Eli e disse: “Estou aqui; o senhor me chamou? ” Eli, porém, disse: “Não o chamei; volte e deite-se”. Então, ele foi e se deitou.
1 Samuel 3:4-5

Pelo visto, Samuel também não tinha um “bina gospel”, e ficou confuso ao ouvir a voz de Deus. Quem o ajudou, quem fez o papel de bina, foi o profeta Eli.

E você, sabe identificar a voz de Deus?

De novo o Senhor chamou: “Samuel! ” E Samuel se levantou e foi até Eli e disse: “Estou aqui; o senhor me chamou? ” Disse Eli: “Meu filho, não o chamei; volte e deite-se”.
Ora, Samuel ainda não conhecia o Senhor. A palavra do Senhor ainda não lhe havia sido revelada.
1 Samuel 3:6-7

Na Bíblia existem muitas e muitas vezes a frase “Assim diz o Senhor”, outra frase famosa é “Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas”, que nos mostram a importância de saber identificar a voz do Senhor. Esses textos, nos pedem para identificá-Lo pelo ouvir.

A pergunta mais comum neste caso é: Como é que eu faço isso? Ou ainda: Como é isso?

O Senhor chamou Samuel pela terceira vez. Ele se levantou, foi até Eli e disse: “Estou aqui; o senhor me chamou? ” Então Eli percebeu que o Senhor estava chamando o menino e lhe disse: “Vá e deite-se; se ele chamá-lo, diga: ‘Fala, Senhor, pois o teu servo está ouvindo’ “. Então Samuel foi se deitar.
O Senhor voltou a chamá-lo como nas outras vezes: “Samuel, Samuel! ” Então Samuel disse: “Fala, pois o teu servo está ouvindo”.
1 Samuel 3:8-10

Sua convicção não significa que seja algo dado por Deus.

Deus sempre é claro, essa voz nunca vai te pedir pra fazer algo que esteja longe da vontade soberana do Pai, e principalmente, nunca vai te dar uma ordem que esteja em desacordo com os ensinamentos dados por Ele. Os direcionamentos de Deus são honestos para com você e para com os outros, quando Deus se manifesta e te dá um direcionamento, essa atitude que você irá tomar trará benefícios espirituais para você, sem trazer prejuízos para ninguém.

Saiba identificar a doce voz do Espírito Santo de Deus.

As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.
João 10:27

Sempre queremos escutar a voz do Pai, e, temos que viver pra isso. Escutar as orientações do Mestre.

Mas, e quando Jesus demora a ligar, nós sabemos esperar? Temos essa esperança?

O tempo de Deus é o tempo certo, não atrasa e não erra. Nosso tempo imediatista é orgulhoso e egoísta. Queremos tudo e queremos já.

Esperar para receber o telefonema do céu é uma das tarefas mais sofridas do ser humano, a ponto de alguém, por não receberem esse telefonema nem no tempo nem na forma que imagina, dizer que esse tipo de telefonema simplesmente não existe.

Esperar, ô tarefa complicada.

Só pra constar, para receber o telefonema do Céu, é preciso viver em oração!

Minha oração é para que você possa receber um telefonema de Deus, e para que essa experiência seja avassaladora em sua vida. Que esse telefonema não te dê a resposta que você espera, mas que te dê o direcionamento de Deus para sua vida. Oro para que você saiba reconhecer a voz de Jesus.

Por Cyssu…