Asafe teve problema com o décimo

 

desconfiado1

Viver de forma reta e digna é muito difícil. Está complicado ser o mais honesto possível, assim como é muito improvável passar pela vida sem cometer nem ao menos um errinho sequer. Claro, não dá!

Todos erramos, e advirto que se você não errou hoje, errará em breve. E vou além, se você reconhece que acabou de errar, prepare-se, em breve errará de novo, pode não ser o mesmo erro ou, pode ser errar tentando fazer o que deu errado na vez passada. Vivemos errando em novidades assim como tentando acertar e encontrar novas oportunidades para nossa vida.

O erro é uma ação cotidiana. O nosso senso de justiça deformada, a nossa moral desgastada e a nossa vontade egoísta, nos fazem errar em atitudes simples. O cotidiano errôneo nos dá uma idéia de quanto errado nossas ações são.

Mas calma, não é por conta disso que você deve se desesperar, ao contrário, o erro te faz tão humano quanto os outros. Todos nós erramos e, erraremos para sempre.

pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus
Romanos 3:23

Na cosmovisão cristã, cometer um erro não é simplesmente fazer algo errado, em muitos casos, o erro pode ser um pecado. E, o pecado é exatamente aquilo que afasta o homem de Deus. O grande problema é que pecar, nem sempre será um ato voluntário. Este tipo de erro pode acontecer de maneira natural e de forma despercebida. Ser pecador é uma lástima, uma péssima herança que nos faz errar absurdamente mesmo quando pensamos acertar moralmente.

Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós. 1 João1:10

Não considero a existência pecaminosa um castigo Divino, ao contrário, considero a morte pelo pecado uma justa advertência quanto ao erro. Pecar é um grande problema. O pecado é uma péssima atitude, mas reconhecer-se um pecador é uma grande ação. A consciência do erro é um grande passo que pode não te levar em direção a perfeição, te leva a quem pode endireitar as ações.

Certamente Deus é bom para Israel, para os puros de coração.
Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram; por pouco não escorreguei.
Pois tive inveja dos arrogantes quando vi a prosperidade desses ímpios.
Salmos 73:1-3

Tentando ter uma vida reta, nem sempre conseguimos sucesso pessoal e, pra piorar, há momentos em que olhamos para o lado vemos o ímpio prosperando e tendo paz. Observando o mundo todo, vemos o ímpio levando uma vida muito mais segura e próspera que muitos cristãos genuínos.

Asafe escreveu este Salmo em forma de desabafo. Desesperado, fazia tudo conforme o Senhor pedia e, via quem não seguia ao Deus de Israel prosperar mais que ele mesmo. Isso incomodou Asafe. Perturbou-o avassaladoramente. E, isso nos incomoda sim. Não se pode negar.

Mas, qual o problema deste incômodo? Seria este incômodo um pecado?

Pois eu penso que sim!

Dando uma olhadinha rápida pela Lei de Deus, observamos que boa parte do que está escrito ali, diz respeito da relação do homem para com o próximo. Ou seja, são Leis de convivência. Normativas que servem para que o homem tenha uma boa relação com os outros.

Como resumo disso, cito os 10 mandamentos. Você se lembra quais são?

1 – Não terás outros deuses diante de mim;

2 – Não farás para ti imagem de escultura;

3 – Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;

4 – Lembra-te do dia do sábado, para o santificar;

5 – Honra a teu pai e a tua mãe;

6 – Não matarás;

7 – Não adulterarás;

8 – Não furtarás;

9 – Não dirás falso testemunho contra o teu próximo;

10 – Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

Agora, compare essas dez informações com aquilo que Asafe deixou escrito no Salmo 73. Veja que ele foi bem em 9 mandamentos, mas Asafe teve problema com o décimo. O salmista quase se desvia dos caminhos do Altíssimo por conta daquilo que ele observou de seu próximo, ou seja, ele desejou o que não era dele. Ele desejou algo que, por algum motivo, não era para ele.

Fazemos isto sempre. Comparamos nossas conquistas e nossas vidas com aqueles que estão perto de nós. Comparamos e discordamos sempre que vemos aquilo que os descrentes conquistam. Não conseguimos na maioria das vezes, observar apenas aquilo que o Altíssimo nos proporcionou até os dias de hoje. E vamos além, não aceitamos que uma pessoa que anda na presença dEle passe por qualquer tipo de problema físico, espiritual ou financeiro.

Erramos.

Pecamos.

Assim como Asafe, pecamos contra o Senhor, assim como está colocado no décimo mandamento de Deus, e, também erramos contra o segundo mandamento deixado por Cristo que é amar ao próximo como a nós mesmos. Se amamos ao nosso próximo sendo ele quem for, amaremos sua prosperidade, amaremos sua alegria e torceremos para que ele continue prosseguindo em paz.

Invejar o descrente é errar, se simplesmente amarmos, seremos felizes.

Minha oração é para que você ame o ser humano, torça por ele e seja feliz sabendo que Deus tem um lugar onde tudo será o melhor!

Por Cyssu…Leia mais »

Anúncios

Problemas vêm em dégradé

Degrade

Olhando para uma grande empresa, a primeira coisa que me vem em mente é uma pergunta. De onde veio esta ideia?

Grandes empresas surgem de ideias geniais que destoam do comum, mesmo que essas empresas façam algo que é corriqueiro na sociedade. Porém, essa marca se tornará referência a partir de uma grande ideia aliada a uma execução fantástica.

É, caro leitor, o mercado não é um simples golpe de sorte (por mais que eu admita que alguns que estão ai não tem a menor noção disso), o mercado é um sistema vivo que engole fracos e mitifica fortes. Ser líder ou estar próximo ao topo desse sistema é uma tarefa árdua e sem descanso. Administrar bem, neste caso é levar uma marca ao sucesso e, consequentemente manter este nome no topo por muitos anos. Isso, é tão complicado quanto chegar a liderança de mercado.

O principal objetivo da administração deve ser o de assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e, ao mesmo tempo, o máximo de prosperidade ao empregado.

Frederick W. Taylor

Empregados felizes, empresas prósperas!

Empregados felizes, mais empenho!

Empregados felizes, empresas sólidas!

Empregados felizes, muitos problemas a menos!!!

Mesmo assim, ainda podem existir problemas…

A identificação de um problema é o ponto crucial para a solução de um problema. Pode até parecer meio óbvio, mas, muitos problemas surgem com tanta sutileza que a identificação fica complicada. Surgem com sutileza e, aos poucos ganham terreno e dimensões que podem ser incontornáveis.

Mancham aos poucos.

Falo com toda a propriedade que, um problema não tem seu start já na crise. Ao contrário, antes disso ele já se mostra e, aos poucos convive com a instituição.

O problema que não é identificado rapidamente enquanto é pequeno pode se tornar algo tão grandioso que pode levar a instituição, mesmo sendo consolidada no mercado, a ruir. O problema destrói.

Todos os grandes problemas são assim, mesmo as guerras.

Os problemas vêm em dégradé. Passa do branco e puro ao buraco negro com sutileza e constância e, se não for identificado logo no início acaba destruindo a instituição.

Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. Provérbios 4:23

Como as grandes instituições, assim é a nossa vida. Como as grandes crises, assim são as nossas quedas.

Sabemos que não existe tamanho de pecado, mas, existe consequências por conta deles e, as consequências são drásticas. Dependendo de como foi o pecado praticado, a colheita será catastrófica. Mesmo com o perdão de Deus. O que foi plantado crescerá.

O pecado é semelhante aos problemas. Ele vem aos poucos, chega perto, aparece outra vez, se aproxima, ganha sua confiança, se torna comum, e por fim, se torna normal. Você não identifica mais o pecado.

Porém, o que torna o pecado mais temível que a crise, é que o pecado destrói o tato de nosso coração. O sentimento é dilacerado e nosso coração se torna petrificado. O pecado acaba com nosso sentimento espiritual. Você não percebe a mutação e passa a viver de maneira pecaminosa. Quem tem uma vida de pecado vive derrotado com aparência de vitória.

E, é isso que deixa o pecado tão perigoso.

Assim como os grandes problemas, os pecados também são dégradé.

Antes de se tornarem parte de seu comportamento, o pecado precisa ser natural para seu pensamento.

Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.
Provérbios 4:27

O principal objetivo do pecado é nos distrair. Só isso.

Essa distração nos faz mudar de rumo. Mudar o Alvo. Esquecer por algum momento do lugar para onde estamos indo. Depois que estamos distraídos, somos atraídos para cada vez mais perto do pecado e cada vez mais longe do caminho que devemos andar.

Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade.
1 João 3:4

Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.
Tiago 1:14-15

Quando estamos muito longe de nosso Alvo, somos capturados pelo pecado. Viciados nele. Não conseguimos imaginar a vida sem ele. Não podemos fugir mais sozinhos. É a nossa crise.

Graça e paz da parte de Deus Pai e do nosso Senhor Jesus Cristo, O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai, Ao qual seja dada glória para todo o sempre. Amém.
Gálatas 1:3-5

Temos uma chance. Temos Jesus para nos salvar desse caminho que parecia sem volta.

Se você está tão no fundo desse poço que não consegue pedir socorro. Se os homens não podem mais te ajudar. Se você não tem mais força para lutar. Clame a Cristo!

Se você ama o pecado. Se você entrou neste caminho. Se você acha que se perdeu. Clame a Cristo!

Clame…. Clame ao nosso Salvador, e o Leão de Judá irá te resgatar do lamaçal!!! Eu garanto que vai. E, assim, você será templo do Espírito Santo de Deus que repele todo e qualquer vestígio que o pecado possa tentar colocar em você.

Minha oração é para que você saiba identificar quando o pecado está se aproximando de sua vida. Para que você conheça as armadilhas do pecado para tentar de escravizar. Oro para que você perceba o tom dégradé que ele usa, e no primeiro sinal de mancha escura em suas vestes você consiga se limpar muito antes de estar com as vestes sujas de lama.

Oro para que nossas vestes sejam absurdamente brancas, limpas pelo sangue do Cordeiro.

Por Cyssu…

Trabalho e negócio.

hamburguer-com-alface-comida-pao-e-pasta-pintado-por-dish-1008941

Certo dia, estávamos eu e meu cunhado conversando sobre dinheiro. Não era uma conversa técnica, era, simplesmente, uma conversa a respeito de um assunto que, diga-se de passagem, chama a atenção de qualquer um.

O tema girava. Falávamos de emprego de qualidade, de alguns tipos de investimentos que poderia ser feito sem precisar de muita grana, e de exemplos que deram certo.

Foi quando ele me deu a informação sobre um tal de Ray Kroc, que é o cara que transformou o McDonald’s naquilo que conhecemos hoje.

Pra quem nunca leu nada a esse respeito, vou resumir: Ray Kroc visitou a Califórnia e, lá, observou uma grande oportunidade de negócio. Uma pequena rede de lanchonetes iniciadas pelos irmãos McDonald’s. Kroc sugeriu aos irmãos que permitissem que ele levasse a marca para outros estados e que pudesse vender franquias dessa marca que tinha em seu cardápio original hambúrguer (US$ 0.15), cheeseburguer (US$ 0.19) batata frita (US$ 0.10), refrigerantes (US$ 0.10 e US$ 0.15), café (US$ 0.10) e milk-shake (US$ 0.20).

No primeiro dia de vendas, Kroc fez mais de 360 dólares. Um sucesso!

Tempos depois, Ray Kroc padronizou o hambúrguer de todas as lojas e comprou a rede dos irmãos e partiu para a conquista do planeta. Nesse passo, Kroc passou a comprar terrenos em vários pontos do mundo e aluga-los para quem de interessa-se me obter uma franquia de sua marca.

Genial!

Essa é exatamente a diferença entre um bom trabalho e um grande negócio.

O trabalho é vender hambúrguer, pois é isso que sustenta a marca, agora, o negócio é o aluguel de estabelecimento, pois é isso que transforma a marca em dinheiro vivo.

Hoje, o McDonald’s é o maior proprietários de imóveis comerciais do planeta!

Percebe-se assim uma diferença brutal entre trabalho e negócio.

Num trabalho, você faz o que é habitual, num negócio você faz o que é diferente. O trabalho te leva simplesmente ao salário, o negócio te leva a prosperidade, o trabalho te faz digno, o negócio te faz diferenciado. Num trabalho você é mais um, num negócio você é único.

No trabalho você fica parado esperando o salário, no negócio você se movimenta para encontrar recursos.

 

Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo;
aquele que assim serve a Cristo é agradável a Deus e aprovado pelos homens.
Romanos 14:17-18

 

Hoje, nos bancos das igrejas, vemos muito crentes, a igreja que eu frequento, por exemplo, nos domingos, se você chegar 5 minutos mais tarde, corre o risco de assistir o culto de pé (o que não desonra nem diminui, afinal, é culto ao Senhor.).

Muito crente, mas trabalhando na obra do Deus Todo Poderoso, vemos poucos. Na verdade, vemos os mesmos. Irmãos que se dedicam a Deus de todo o coração e ficam muitas vezes sem participar do momento do culto por servir do lado de fora.

Acredito, caro leitor, que na sua igreja não seja tão diferente assim. Muitos crentes e poucos servos.

Muita gente parada querendo apenas ser servido.

 

Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens,
sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.
Colossenses 3:23-24

 

A vocês que se dedicam a ser excelentes servos do Altíssimo, parabéns, é isso que faz um verdadeiro convertido ao Deus Vivo. Servir é ser exatamente o que Deus mandou que nós fôssemos. Deus pediu para servirmos, e assim é que deve ser feito.

Devemos servir sempre, buscar onde servir e não parar de servir nunca. Jesus, sendo Deus, serviu a muitos e continua nos servindo como advogado fiel.

 

Nunca lhes falte o zelo, sejam fervorosos no espírito, sirvam ao Senhor.
Romanos 12:11-12

 

Servir ao Deus Altíssimo é mandamento. Não deixe o conforto do banco te tirar a melhor parte do “ser cristão“. Servir!

 

Minha oração é para que você possa servir ao Reino de Deus, e que você entenda que servir ao Cristo é a melhor parte do cristianismo. Afinal, como já diz o ditado, crente que não serve, não serve!

 

Por Cyssu…

Carta aberta aos cristocêntricos.

reforma

Nesta publicação, quero escrever uma carta aberta aos cristocêntricos. Um documento em favor de Cristo e de Seus preceitos.

No dia 31 de outubro de 1517, Lutero, inconformado com o que se pregava sobre salvação, estampou na porta da Igreja de Wittenberg, as 95 teses. Ele não se conformou com a venda da salvação.

Ele, Lutero, não foi o primeiro a argumentar por mudanças na forma eclesiástica praticada na idade média, a dita Idade das Trevas. Mas, sem dúvida, foi a partir desta atitude ousada que se deu o ponta pé inicial para que o pensamento cristão fosse mudado.

A partir desta data, um conflito de ideias aconteceu e, graças a esses movimentos, hoje, por exemplo, temos as Escrituras Sagradas escritas em nosso idioma. Esse passo de coragem resultou em mudanças radicais.

Tenho a opinião que, o principal lema da reforma são as 5 Solas: sola Scriptura, solo Christo, sola gratia, sola fides, soli Deo gloria (somente as escrituras, somente Cristo, somente a graça, somente a fé e somente glória a Deus). Esses princípios tornaram a interpretação da bíblia universal e, todos os que conhecem a Cristo podem ler e interpretar as escrituras. Esse rompimento foi agressivo com o que se praticava na época, afinal, neste tempo, somente o alto escalão da igreja tinha o direito de interpretar e indicar as formas de adoração ao Senhor. Aliás, nem o idioma em que a Palavra de Deus estava escrita era de acesso fácil aos leigos. O latim era a língua das Escrituras.

O estopim para que Lutero, cheio de coragem, questionasse a igreja da época foram as indulgências. Nelas, o Papa poderia redimir pecados dependendo do preço pago por cada indulgência. Esse valor poderia gerar um documento de perdão que poderiam variar de apenas 5 anos, ou, no caso de cifras mais imponentes, o perdão de toda uma vida de pecados.

Lutero (que, repito, não foi o primeiro a se incomodar com essas práticas), inconformado com a prática, não suportou e movido por Deus, preferiu arriscar sua cabeça em nome de um Evangelho genuíno. E, graças a essa atitude, tempos liberdade na adoração ao Mestre.

Quase 500 anos se passaram e muita coisa mudou, hoje, somente no Brasil, somos cerca de 40% de protestantes que se reúnem nas mais diferentes correntes doutrinarias. Somos batistas, presbiterianos, luteranos, assembleianos, metodistas, congregacionais… Somos milhares de cidadãos que de alguma forma, fomos agraciados pela coragem de um homem que decidiu romper com uma ideologia que era totalmente contrária a ensinada por Jesus, o Cristo. Foram 500 anos de muitas lutas e de uma afirmação reconhecida mundialmente.

Mas, o que vemos hoje? Podemos afirmar que as 5 solas são o nosso lema? Você enche seu peito e fala que importante é a salvação? Qual o objetivo de sua ida a uma instituição cristã?

Irmãos, penso que nós precisamos continuar a reforma, precisamos buscar a Deus com mais fervor. Precisamos de avivamento, urgente!

Vejo algumas denominações que traem ao Senhor com ideias mirabolantes para recebimento de milagres. Ideias que fogem completamente do contexto bíblico. Milagres, riquezas e na da mais.

Vejo instituições rasgando os ensinamentos de Jesus.

Vejo multidões desorientadas buscando bênçãos humanas.

Vejo pessoas sendo abençoadas por gente e idolatrando homens ao invés de Deus.

Vejo denominações que não ensinam a Palavra de Deus em seus púlpitos.

Vejo também muito crente que não sabe manusear corretamente a Palavra de Deus. Gente que nem sabe onde está o livre o Habacuque, a carta para Tito ou para Filemom.

Vejo pessoas em busca de milagres e, somente por milagres.

E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
Mateus 24:11-12

Nesses quase cinco séculos de história, o Evangelho puro e simples se perdeu, a mensagem da salvação deu lugar a mensagem de milagreiros e conferencista do capital.

Vemos algumas denominações onde não se fala de salvação, onde a benção tem mais valor que o Abençoador. Vemos pessoas formando multidões para conseguir alguns trocados em nome do Senhor, vemos gente se amontoando em templos que oferecem um deus farmacêutico, um deus agiota, um deus qualquer, mas não o Deus da salvação.

Amados, precisamos voltar e repensar nosso Evangelho, precisamos caminhar nos trilhos da reforma.

Não estou dizendo que devemos abolir os milagres, nem digo que não devemos procurar por eles. Não escrevo contra a forma honesta de conseguir riquezas. De forma nenhuma, escrevo para que esse seja o segundo plano, escrevo a favor de Cristo, para que Ele seja o motivo principal de nossa adoração. Viver com Jeová deve ser o nosso principal objetivo.

Claro que a maior parte dos templos não sucumbiram ao paganismo que outrora foi identificado pelos antigos reformadores, numa busca rápida pode-se notar pregadores que lutam com anseio para ver a mensagem da cruz sendo mais valiosa que a mensagem da cura.

Escutei, certa vez, meu pastor dizer que o maior milagre é a salvação de almas. Concordo plenamente.

O Evangelho da salvação deve voltar ao tema em nossas reuniões. O tema do arrebatamento não pode sumir de nossos púlpitos. O comércio de bênçãos precisa ser mudado pela pregação do amor de Deus.

Quando lemos em no evangelho do apóstolo João que Deus nos amou tanto que enviou o Cristo como cordeiro sem manchas para que tenhamos vida, vemos o Eterno tem preocupação com nosso pós vir. Vida em abundância, vida eterna ao lado dEle. Deus, precisa ser o tema de nossa vida, o Altíssimo precisa voltar a estar entronizado em nossos corações.

Vamos parar de louvar com temas humanos, vamos parar de entronizar as vitórias, vamos mudar a adoração e adorar simplesmente ao Senhor, o eterno Deus, o único que é digno de ser adorado.

Precisamos voltar ao Evangelho de Cristo. Sejamos cristocêntricos!

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.
Salmos 139:23-24

Minha oração é para que nós continuemos a reforma, para que haja reavivamento em nossos cultos e que o Senhor seja nossa meta.

Por Cyssu…

Façam suas apostas.

Apostas

 

Quando pensamos nas apostas, o que vem ao nosso imaginário?

 

Cassinos;

Roletas;

Las Vegas;

Baralho;

Cavalos;

Mega Sena…

 

Você pensa na sua vida?

Todos. E reafirmo que todos já, de alguma forma, apostaram alguma coisa em algum momento na vida.

Apostaram sim!

Aposta, segundo alguns dicionários significa um acordo entre duas ou mais pessoas de opiniões diferentes, devendo quem não estiver certo pagar algo previamente convencionado.

Ainda podemos colocar neste assunto: Apostar corridas, bolinha de gude, queda de braço, e por aê vai.

São muitas as apostas que fazemos, e, por incrível que pareça, as apostas são mais corriqueiras do que nós podemos imaginar. Quer ver um tipo de aposta que fazemos? Apostar que o caminho que vamos pegar é sempre o mais rápido para chegarmos onde desejamos. Por vezes, perdemos esta aposta quando há um engarrafamento ou um acidente de percurso. Apostamos quando fazemos uma surpresa para alguém, apostamos também quando escolhemos um emprego novo, uma pessoa nova para nos relacionar. Apostamos sempre.

Nosso cotidiano é uma máquina de apostas.

para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro.
Filipenses 1:21

Quem aposta pra perder?

Quem quer perder, levante o dedo, por favor.

Quando apostamos algo apostamos para ganhar, para termos lucro, para conseguirmos, no mínimo, dobrar a quantia que tínhamos.

Acreditar em Deus, pode ser um aposta na sua vida?

Pode!

Você pode apostar que existe um Deus e que Ele enviou seu filho para morrer por nós e nos redimir dos pecados. Pode também apostar que o Senhor Jesus irá voltar para nos salvar.

A diferença desta aposta é que, ao contrário de todas as outras, nesta você nunca perde.

Apostar em Cristo é ganhar mesmo se por acaso você errar. É Perder ganhando.

Que ganho temos, por exemplo, apostando no ateísmo?

A aposta ateísta nos diz respeito a um universo sem sentido que vaga por nenhuma razão em direção a própria destruição. E só.

Apostar em Deus em sua vida é apostar de forma mais ousada de ver a vida após a morte. É apostar na eternidade.

Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?
Ou, o que o homem poderia dar em troca de sua alma?
Marcos 8:36-37

Perder a alma… Vale a pena?

Existiu um pensador que refletiu em uma aposta. Essa aposta ficou famosa e, praticamente irrefutável em sua lógica. O pensador se chama Pascal, e a aposta é a seguinte:

Como alguém que escolhe ser cristão pode perder? Se, ao morrer, constatar que Deus não existe e sua fé foi em vão, não perdeu nada – pelo contrário, viveu uma vida com mais percepção de sentido e esperança do que um descrente. Se, no entanto, há um Deus e um céu e um inferno, então ganhou o céu, ao passo que um descrente perdeu tudo.

Resumindo em tópicos, o argumento fica assim:

  • se você acredita em Deus e estiver certo, você terá um ganho infinito;
  • se você acredita em Deus e estiver errado, você terá uma perda finita;
  • se você não acredita em Deus e estiver certo, você terá um ganho finito;
  • se você não acredita em Deus e estiver errado, você terá uma perda infinita.

Então, façam suas apostas…

Minha oração é para que você tenha consciência de suas apostas, para que você aposte de forma limpa, e para que você possa apostar na vida eterna com Deus.

 

Por Cyssu…

Resposta.

Pergunta

 

Como é bom quando temos boas respostas. Aquelas que são ao mesmo tempo, sinceras e educadas. Respostas que levam a pessoas que perguntou a uma reflexão.

É bom quando nossa resposta é boa?! Melhor é quando serve de conselho.

Não poucas são as vezes em que somos perguntados, e, também não são poucos os temas que permeiam as dúvidas. Bons conselhos são raros e quando saem do nossa boca, são motivos para orgulho.

Conselho, se fosse bom não seria dado, né? Pois eu acredito que um bom conselho é mais que necessário. Mas, uma resposta, por si só, não equivale a um conselho. Nada disso! Apenas dar uma resposta, sem que ela leve a uma reflexão, é simplesmente soltar palavras. Como uma carta sem destinatário ou, trazendo para os tempos atuais, como um e-mail em que o destinatário está errado.

Já vi um senhor, ouvir uma conversa que eu estava tendo, onde uma pessoa me dizia coisas muito ruins que aconteciam em sua família, este senhor repetiu a história de tristeza de quem desabafava, e, quando quem desabafou começou a chorar por ouvir todo o seu problema outra vez, este senhor sorriu, achou que tivesse feito um bom trabalho e alertou: É, você tem que resolver isso logo.

Oras, claro que tem que resolver, mas, resumir o problema não é ajudar a chegar a uma solução, o nome disso é tortura.

Levar alguém às lágrimas, nem sempre é resultado de ajuda.

Boas respostas são dadas por pessoas sábias.

Uma resposta sábia pode mudar uma vida.

A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira.
A língua dos sábios torna atraente o conhecimento, mas a boca dos tolos derrama insensatez.
Provérbios 15:1-2

Sabemos dar boas respostas?

Sabemos dar respostas sábias que edificam?

Sabemos aconselhar?

Sabemos?

Dar resposta apropriada é motivo de alegria; e como é bom um conselho na hora certa!
Provérbios 15:23

Quem não tem perguntas?

Quem?

Ter perguntas é natural, afinal de contas, somos dotados de raciocínio, e, fomos ensinados a perguntar. Querer conhecer é ser sábio. Duvidar, honestamente, é bom.

Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.
Atos dos Apóstolos 17:11

Uma resposta que edifica tem que ser uma resposta sábia, a verdadeira sabedoria vem de Deus, e, compreendendo que uma boa resposta é recheada de sabedoria, logo, podemos entender que o melhor lugar para procurarmos uma boa resposta, é na palavra dEle.

O livro sagrado é recheado de respostas. Pergunte e seja bereano.

O justo pensa bem antes de responder, mas a boca dos ímpios jorra o mal.
Provérbios 15:28

Da mesma forma em que é uma demonstração de sabedoria ter respostas eficientes, é atitude de nobreza é a boa dúvida, claro, desde que o ato de duvidar leve ao conhecimento. Atitudes de nobreza, cuidar para não ser enganado, buscar sabedoria do alto… Clamar ao Senhor!

Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!
Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite.
Salmos 1:1-2

E, como foi questionado nosso Senhor. Jesus foi arguido por mestres da lei, por fariseus, sempre tinham uma pergunta capciosa, pelos desconfiados que temiam segui-lo, até pelos discípulos que cansaram de perguntar a respeito das coisas do alto, inclusive, sobre o significado das parábolas.

Jesus foi constantemente questionado, mas, sempre dava uma resposta honesta.

A resposta sincera é como beijo nos lábios.
Provérbios 24:26

Perguntar é importante, muito. Quando perguntamos para a pessoa certa, somos edificados. Mas, precisamos ser, também, a pessoa certa para ser perguntado. Ser sábio para poder responder com precisão todos os questionamentos, saber responder com sabedoria, não é ter todas as respostas, é saber responder em qualquer situação. Mesmo que a resposta seja: Não sei nada sobre isso…

O justo pensa bem antes de responder, mas a boca dos ímpios jorra o mal.
Provérbios 15:28

Um boa resposta é sincera, é honesta, é nunca leva a contenda. Pode ser completamente avessa ao que o questionador quer ouvir, mas, por mais que leve a um desconforto momentâneo, a reflexão será sempre onde a resposta levará.

Jesus, o mais sábio, também teve perguntas.

Quem dizes que sou?

Que queres que te faça?

Bastava uma resposta sincera, verdadeira e, o milagre acontecia.

 

Minha oração é para que você saiba perguntar. Oro também para que você saiba responder. Que Deus te dê a sabedoria que vem do alto para que suas respostas sirvam de bons conselhos.

Por Cyssu…

Estamos em guerra

guerra 01

Serei bem direto.

É que sempre estamos em guerra. Se não é contra a carne, é contra algum espírito.
Sempre estaremos em guerra.
Estamos vivendo dias difíceis, dias em que o cristianismo é mal falado e, tempos em que muitos cristãos se moldam ao mundo para poder agradar o ponto de vista de uma mídia que é, muitas das vezes, contra a pregação do evangelho.
Essa guerra é necessária?
Sim, ela é necessária!
Na história do cristianismo, em muitos momentos em que o evangelho é moído. E aí que ele cresce. E cresce muito.

O sangue dos mártires é a semente dos cristãos
Tertuliano

Sempre que o evangelho é perseguido e maltratado, ele se desenvolve de alguma forma. Se espalha como fogo em palha.
Estamos em guerra, e devemos saber guerrear.

Pois, embora vivamos como homens, não lutamos segundo os padrões humanos.
As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas.
Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo.
2 Coríntios 10:3-5

Em falar em armas:

Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça
e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.
Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.
Efésios 6:13-17

Minha oração é para que a gente saiba lutar, com ternura!

Por Cyssu…