Asafe teve problema com o décimo

 

desconfiado1

Viver de forma reta e digna é muito difícil. Está complicado ser o mais honesto possível, assim como é muito improvável passar pela vida sem cometer nem ao menos um errinho sequer. Claro, não dá!

Todos erramos, e advirto que se você não errou hoje, errará em breve. E vou além, se você reconhece que acabou de errar, prepare-se, em breve errará de novo, pode não ser o mesmo erro ou, pode ser errar tentando fazer o que deu errado na vez passada. Vivemos errando em novidades assim como tentando acertar e encontrar novas oportunidades para nossa vida.

O erro é uma ação cotidiana. O nosso senso de justiça deformada, a nossa moral desgastada e a nossa vontade egoísta, nos fazem errar em atitudes simples. O cotidiano errôneo nos dá uma idéia de quanto errado nossas ações são.

Mas calma, não é por conta disso que você deve se desesperar, ao contrário, o erro te faz tão humano quanto os outros. Todos nós erramos e, erraremos para sempre.

pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus
Romanos 3:23

Na cosmovisão cristã, cometer um erro não é simplesmente fazer algo errado, em muitos casos, o erro pode ser um pecado. E, o pecado é exatamente aquilo que afasta o homem de Deus. O grande problema é que pecar, nem sempre será um ato voluntário. Este tipo de erro pode acontecer de maneira natural e de forma despercebida. Ser pecador é uma lástima, uma péssima herança que nos faz errar absurdamente mesmo quando pensamos acertar moralmente.

Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós. 1 João1:10

Não considero a existência pecaminosa um castigo Divino, ao contrário, considero a morte pelo pecado uma justa advertência quanto ao erro. Pecar é um grande problema. O pecado é uma péssima atitude, mas reconhecer-se um pecador é uma grande ação. A consciência do erro é um grande passo que pode não te levar em direção a perfeição, te leva a quem pode endireitar as ações.

Certamente Deus é bom para Israel, para os puros de coração.
Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram; por pouco não escorreguei.
Pois tive inveja dos arrogantes quando vi a prosperidade desses ímpios.
Salmos 73:1-3

Tentando ter uma vida reta, nem sempre conseguimos sucesso pessoal e, pra piorar, há momentos em que olhamos para o lado vemos o ímpio prosperando e tendo paz. Observando o mundo todo, vemos o ímpio levando uma vida muito mais segura e próspera que muitos cristãos genuínos.

Asafe escreveu este Salmo em forma de desabafo. Desesperado, fazia tudo conforme o Senhor pedia e, via quem não seguia ao Deus de Israel prosperar mais que ele mesmo. Isso incomodou Asafe. Perturbou-o avassaladoramente. E, isso nos incomoda sim. Não se pode negar.

Mas, qual o problema deste incômodo? Seria este incômodo um pecado?

Pois eu penso que sim!

Dando uma olhadinha rápida pela Lei de Deus, observamos que boa parte do que está escrito ali, diz respeito da relação do homem para com o próximo. Ou seja, são Leis de convivência. Normativas que servem para que o homem tenha uma boa relação com os outros.

Como resumo disso, cito os 10 mandamentos. Você se lembra quais são?

1 – Não terás outros deuses diante de mim;

2 – Não farás para ti imagem de escultura;

3 – Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;

4 – Lembra-te do dia do sábado, para o santificar;

5 – Honra a teu pai e a tua mãe;

6 – Não matarás;

7 – Não adulterarás;

8 – Não furtarás;

9 – Não dirás falso testemunho contra o teu próximo;

10 – Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

Agora, compare essas dez informações com aquilo que Asafe deixou escrito no Salmo 73. Veja que ele foi bem em 9 mandamentos, mas Asafe teve problema com o décimo. O salmista quase se desvia dos caminhos do Altíssimo por conta daquilo que ele observou de seu próximo, ou seja, ele desejou o que não era dele. Ele desejou algo que, por algum motivo, não era para ele.

Fazemos isto sempre. Comparamos nossas conquistas e nossas vidas com aqueles que estão perto de nós. Comparamos e discordamos sempre que vemos aquilo que os descrentes conquistam. Não conseguimos na maioria das vezes, observar apenas aquilo que o Altíssimo nos proporcionou até os dias de hoje. E vamos além, não aceitamos que uma pessoa que anda na presença dEle passe por qualquer tipo de problema físico, espiritual ou financeiro.

Erramos.

Pecamos.

Assim como Asafe, pecamos contra o Senhor, assim como está colocado no décimo mandamento de Deus, e, também erramos contra o segundo mandamento deixado por Cristo que é amar ao próximo como a nós mesmos. Se amamos ao nosso próximo sendo ele quem for, amaremos sua prosperidade, amaremos sua alegria e torceremos para que ele continue prosseguindo em paz.

Invejar o descrente é errar, se simplesmente amarmos, seremos felizes.

Minha oração é para que você ame o ser humano, torça por ele e seja feliz sabendo que Deus tem um lugar onde tudo será o melhor!

Por Cyssu…Leia mais »

Anúncios

.השם

Eu, dentro de minha humilde casa, tenho tentado com muito custo, aprender o hebraico. Idioma que, apesar de ter os fonemas que temos em português, não me apresentou um cognato sequer. Isso, sem falar da forma de escrita e leitura que é oposta a nossa.

Vou confessar que, tenho tido menos dificuldade que imaginava. Isso não significa que tenho tido a facilidade que eu gostaria. Na verdade, penso que terei mais uns anos de estudo. Iniciei esta semana, e, claro, vou precisar de mais muitas semanas para conseguir ao menos, ler minha bíblia no original.

Tenho tentando, num primeiro momento, gravar músicas e aprender o nome das letras e, também, os números de 1 até 10. Sério! Nem ao menos os números me soam familiares. Mas, pensei nas crianças de Israel. Afinal, se elas conseguem, eu também tenho que conseguir (rs!).

A música que mais tenho escutado é o Salmo 121, interpretado em hebraico por Yosef Karduner. Fica bem legal! O Cântico aos Degraus, se torna Shir La’ma’alot, e na sequência, o salmo (tehilim) é cantado e tocado e, pode-se notar, mais ou menos, como Davi e Asafe imaginaram os 150 cânticos deixados em nossa bíblia.

Mesmo depois de muito tempo, e sabendo que o próprio idioma hebreu sofre mudanças devido não só ao tempo mas, aos exílios e invasões de outros povos, o poema fica mais evidente, as frases fazem um pouco mais de sentido.

Lembra do Salmo 121?

Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.
O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.
Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.
Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.
O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita.
O sol não te molestará de dia nem a lua de noite.
O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.
O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.
Salmos 121:1-8

No texto original, algumas sentenças já me são familiares, principalmente o famoso tetragrama YHWH (יְֽהוָ֗ה) que, hoje chama minha atenção com mais facilidade. É um termo comum neste salmo. Nele, sempre que lemos O Senhor, no texto em hebraico aparece YHWH.

Daí, parti para tentar cantar alguns trechos da música.

Shir lamaalot essa enai el heharim meayim iavo ezri

Ezri meim Hashem osse shamayim vaárets

Al yiten lamot raglêcha, al ianum shomrêcha

Hine lo ianum velo yishan shomer Yisrael

Hashem shomrêcha Hashem tsilechá, Al iad ieminêcha

Iomam hashemesh lo iakêca veiarêach balaila

Hashem yismorchá micol ra Yismor et nafshechá

Hashem yismor tsetechá uvoêcha meatá vead olam

Com as letras que nós conhecemos, esse é o Salmo 121 no idioma original.

Cantei (ou tentei cantar, não só por cantar muito mal mas, por não saber a pronúncia de algumas palavras)Procurei, procurei, uai, cadê Javé?

Cadê o tal tetragrama que me gabei de ter encontrado sozinho?

Notei que, no lugar do famoso YHWH o cantor falava Hashem.

Mas, por que cargas d’água, o tal de Yousef não fala Javé? Como esse camarada teve o disparate de modificar um salmo inspirado por Deus?

Fui pesquisar pra saber o que significa essa palavra. Essa tal Hashem. Descobri que, em hebraico se escreve השם. Ok.

Outra coisa que descobri é que Hashem significa Nome, ou O nome.

Epa! Agora a coisa começou a estreitar. E, claro, meu argumento mudou de posição e minha pergunta também mudou. Oras, por que o cantor não mencionou o nome atribuído a Deus neste momento?

Foi então que eu cheguei a informação que me estava incomodando. O Judeu, nunca, menciona o Nome de Deus em vão.

Como se trata apenas de uma música. Comercial, Yousef não ousou mencionar o atributo do Altíssimo. Ele simplesmente usou o nome que é dado a Deus quando não estão no santuário. É muito temor!

O temor a Deus é importante? Claro!

Mas, ter temor não é ter medo. Posso te dar um exemplo.

Você tem medo ou temos de seu chefe?

Se você tem medo, você se comporta bem em seu trabalho no momento em que ele está presente, mas, se você tem temor, você o respeita até mesmo quando ele não está próximo de você.

O temor não é medo, é respeito total.

Como então temer sem estar amedrontado?

Amando!

Jesus disse que os principais mandamentos são 3: Amar a Deus, nos amar e amar ao próximo.

Amar ao Senhor é o principal ponto do temor acertado ao Deus Todo Poderoso. Amar é respeitar acima de qualquer situação.

Quando amamos ao nosso Senhor, não nos preocupamos com nossos pecados, nem nos preocupamos com nosso futuro. Na verdade, amando a Adonai sobre todas as coisas, simplesmente não temos muito tempo para errar, e quando erramos, assim como Davi, estamos com a Palavra de Deus em nosso coração, o arrependimento é verdadeiro e, logo, nos voltamos ao Pai de forma tão sincera que move o coração de Deus. O perdão é imediato.

Jesus, nos ensinou a orar amando ao Senhor. O Senhor Jesus, o Deus encarnado nos disse que no nome YHWH é santificado. Logo, por que usá-lo em vão.

Assim, entendi o cantor, amei a lógica dos judeus e aceitei o argumento que afirma Não usar o nome de Deus fora do local sagrado.

É certo que eu não sou judeu, por mais que saiba que meu Cristo nasceu judeu. Certo também é que não existe uma regra tão rígida no que diz respeito ao nome de Deus, afinal, Deus não tem nome e nem precisa de um. Deus é o que É, e pronto.

Mas, o temor que essa gente tem do Senhor é de admirar. Assim, também busco esse temor. Busco respeitar meu Deus a todo custo, sendo o melhor cristão possível quando ninguém do meu meio está me vendo. Busco ser (ou pelo mesmo tento) exemplo de Cristo, fora dos muros de minha igreja. Devo ser temente ao meu Pai em qualquer lugar que eu estiver, não por conta da onipresença do Altíssimo, mas, para que Ele saiba que eu respeito o que Ele me pede pois sei que Ele sabe o que é melhor.

Admiro o meu Deus, eu O amo, por isso O respeito, por isso não quero ofendê-Lo de forma alguma.

Eu respeito o meu Senhor, temo, amo, e vivo para ser um bom embaixador Dele aqui nesta Terra.

 

Minha oração é para que tenhamos temor ao Eterno, e que saibamos que o amor ao nosso Deus é fundamental para a vida.

 

Por Cyssu…